Alentejo

Loble

sei da noite o blue
sei do dia, vertigens 

e não me abalo por nenhum conto
canto ou choro

sei do seio o aperto no peito
e da minha cinta a liga que se soltou

sei de você saudade...

e não quero saber do mar que te leva para o Sul
enquanto parto para o Norte

minha sorte segue pelo ar e tem asas, a guiar
para um rio de águas doces - turvas e potáveis

do rio que me aguarda nada sei 
além das margens 

...mas na vida, dei um basta às vaidades

rosangela ataíde


7 comentários:

Ricardo António Alves disse...

Esplêndido.

Rosangela Ataide disse...

Oi Ricardo, em breve seremos vizinhos...

Ricardo António Alves disse...

Brincas...

Rosangela Ataide disse...

Não, eu estou tentando tirar minha cidadania, isso demora um pouco. Ainda não sei ao certo o local para onde vou, mas estou encantada com Vila Nova de Gaia.
Estou apaixonada por Portugal!

silvioafonso disse...

.

Delícia de leitura...



.

silvioafonso disse...

.

Vai, meu amor.
Vai descobrir aquela
gente como elas fizeram
conosco.

Beijos brasileiros.



.

palhacopoeta disse...

.

Descubra aquelas terras
e nos conte o que é que
as portuguesas têm.

Beijos do amigo,

silvioafonso.




.